segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

NEW

Olá, muito prazer, somos 'UP', o blog e canal no YouTube, Universitário Publicitário! Você sabe o que está por trás de uma boa propaganda? Como é a vida de um universitário de PP? Quais matérias terá e como poderá sobreviver sã à todas elas? Não?! Então vem com a gente porque você está no lugar certo!

Este espaço nasceu da necessidade de demonstrar a essência da propaganda no nosso país e no mundo, para os interessados em PP e para os universitários. Além de mostrar um pouco da Publicidade, traremos todas as características marcantes para deixar vocês por dentro tanto do cotidiano universitário como do profissional na comunicação. Saiba mais também sobre as tendências da propaganda, a movimentação do mercado publicitário, marcas de sucesso, dentre outros assuntos que você nem imaginava que existisse na publicidade.

"[...] Iremos demonstrar a essência da propaganda em nosso país."

Com toda essa experiência que vivenciamos e aprendemos no blog e no canal UP, acreditamos que o primeiro passo a se dar, é acreditar! Acreditar faz toda a diferença para tudo o que você venha a fazer na vida. 

Você que acredita no nosso trabalho e conteúdo, nós iremos te dar uma moral! Inscreva-se no nosso canal no YouTube para ficar por dentro de conteúdos exclusivos, liberados com antecedência apenas para os que se inscreveram.

Siga-nos também em nossas redes sociais: Instagram, Facebook, Twitter, LinkedIn, G+ e fique conectado com nossos perfis para estar sempre por dentro dos eventos publicitários, e tudo aquilo que o leva direto para o universo da publicidade.


Seja bem vindo ao UP - Universitário Publicitário!

O projeto

Read More

domingo, 22 de janeiro de 2017



Juliana Hermes

Fundadora do Universitário Publicitário, uma grande apaixonada pela publicidade, universitária de Publicidade e Propaganda, gestora de mídias sociais, embaixadora do Clube de Criação, criativa, interessada por Relações Públicas, Marketing Digital e Design. Alguém que busca seguir seus sonhos, sem medir as dificuldades. Uma frase que guia a sua vida "Seja a mudança que você quer ver no mundo." - Mahatma Gandhi




Eliziane Passos

Uma amante incurável da fotografia que sonha um dia ser chamada de fotógrafa. Atualmente seus principais interesses estão em Publicidade e Propaganda, Design e Fotografia. Uma frase que guia a sua vida " Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." - C. S. Lewis

A EQUIPE

Read More








ANUNCIE

Read More

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017


Não sei se alguém já te contou sobre a vida de um estagiário, sem deixar aquele famoso esteriótipo que estagiário só entrega cafezinho ganhar o discurso.

Antes de decidir qual rumo ia seguir, e olha que foi difícil, sempre gostei de tantas coisas, confesso que me focar foi complicado. Até ouvir que eu levava jeito para escrever, "você leva jeito para redatora". Redatora? É escrever texto, né? Errado.

Cheguei no sexto período e não tive para onde correr, tinha que conseguir um estágio! E agora? Peguei todos os trabalhos que tinha na faculdade(claro que os mais relevantes), montei meu portfólio, pedi uma vaga para estagiar como redatora e enviei para duas agências da cidade onde estudo. Conclusão, as duas me responderam no mesmo dia marcando entrevista! Estava dando pulos de alegria, o primeiro passo tinha conseguido, uma entrevista. Dois dias depois, fui para a entrevista, foi mais uma conversa, fiquei um tempinho de molho lá olhando o que o pessoal fazia, e acabei começando no mesmo dia. É bem verdade que a sensação foi de felicidade misturada com alívio.

Aquele medo do famoso esteriótipo que estagiário só entrega cafezinho me assustava muito. Na prática, nunca soube o que é entregar um café, e para falar a verdade, também não sei até hoje o que é ser um estagiário. Como assim?



Moro em região que ainda é considerada de cidades pequenas, e no momento que entrei, a empresa não tinha um redator, então como aprender para colocar em prática? Se vira! E nos trinta ainda por cima. Sabe a expressão "comer livros"? Conheço-a profundamente. Você não sabe muito bem o que está fazendo de certo e errado. Apenas faz, vai perguntando a um ou outro da agência o que acha e segue em frente, é isso aí! É mais ou menos. Como não sabia ainda muitos sobre redação, comecei a procurar livros sobre o assunto, alguns já tinha em casa, outros fui comprando, o primeiro foi "Do caos à criação publicitária" de João Carrascoza, depois "Sedução pela palavra" de Celso Figueiredo, "A prática na prática" de Zeca Martins, "Criação sem Pistolão" de Carlos Domingos e atualmente "A publicidade brasileira depois de Washington Olivetto" de João Renha, isso em 4 meses de estágio. Depois de tantos livros, tantas histórias e referências de publicitários que construíram a publicidade brasileira e a cultura do país, fui criando amor pelo que eu estava fazendo. Quando se ama, a gente é um pouco inconsequente, nos chamam de idealistas e obcecados.

A verdade é que a gente ama tanto o que faz, que não importa acordar antes das seis da manhã e chegar em casa depois das oito, nove ou dez da noite; trabalhar durante a semana, e também no sábado e no domingo; repetir a matéria na faculdade pois o seu corpo e mente estão exaustos e a única coisa que você consegue ao chegar em casa é capotar na cama; você é um tanto cego e não consegue enxergar isso, você ama demais o que faz, e quer ir além não conhecendo os seus limites.

É mágico quando o diamante começa a ser lapidado, a mesma coisa acontece quando começa a ver resultado no que escreve, as palavras vão ganhando forma, e o que era algo simples, vira uma puta sacada!

Estou nesse processo, engolindo os livros, até em pé dentro do ônibus lotado costumo ler. Se você encontrar uma louca lendo livro em pé dentro do ônibus na Região dos Lagos-RJ, possivelmente sou eu.

Na estante já tem mais três livros de stand by, além da lista para comprar, com autores brasileiros e internacionais. Se sei falar em inglês? Lembro muito pouco dos cursos que fiz. Quando o livro é em inglês, a solução é ir traduzindo para ler.

Que um dia as fotos dos perrengues dentro do ônibus façam parte do livro S.O.S. Do Sofrimento aO Sucesso que contará sobre minha vida e o início da carreira. Sim, é a nossa piada interna para rir dos perrengues da vida. Se não tiver dificuldades, como ficará interessante a sua história?

Ser redatora não é escrever textos, é exercer a arte de escrever. É o mix de conhecimento, trabalho duro e criatividade. Infelizmente, as pessoas esquecem desses dois primeiros.

A cada página que leio me dá mais gás para mudar ao meu redor, e buscar o que grandes publicitários fizeram pela publicidade brasileira e mundial. Se isso é apenas um sonho? Quem sabe! Toda conquista partiu de um sonho um dia.

Este é o meu texto rompendo o silêncio de meses sobre o meu estágio. Olha, eu sei que não é fácil, principalmente quando chega no final do mês e você tem que pagar as contas, mas posso confessar uma coisa? O tempo é muito curto para fazer ou estar onde não se gosta. Passei por isso por quase 4 anos da minha vida. Hoje, acho que estou mais aventureira, sei o que posso fazer e onde quero chegar. Pois eu amo o que faço, e isso me dá forças para lutar o quanto for preciso.


Por: Juliana Hermes
Estudante de Publicidade e Propaganda, redatora, gestora de mídias sociais, embaixadora do Clube de Criação, criativa, interessada por Relações Públicas e Marketing Digital. Alguém que busca seguir seus sonhos, sem medir as dificuldades. Tem uma frase que rege a sua vida "Seja a mudança que você quer ver no mundo." - Mahatma Gandhi

 

Rompendo o silêncio sobre o estágio

Read More

domingo, 2 de outubro de 2016



O festival do Clube de Criação deixou um enorme legado de experiências, um deles, foi com Hugo Rodrigues, presidente e CEO da Publicis Brasil.

Conhecido por sua irreverência e personalidade forte, provou ser também uma simpatia. Este profissional mostra que dar o seu melhor, não se aplica apenas durante o seu expediente.

No meio do grande movimento do festival, pedi uma entrevista para o documentário que iríamos realizar, como embaixadores, para o Clube de Criação. De cara, já foi solicito, e gravamos naquela barulheira mesmo! Meu espanto começou quando ele perguntou se o áudio estava bom, e como deveria ter imaginado, estava péssimo devido à grande movimentação de pessoas. Eu, um pouco sem graça, perguntei se estava com muita pressa e se teria a disponibilidade de ir para fora gravar, ele disse que o tempo estava um pouco apertado, mas que dava sim.

Fomos para fora e gravamos mais de uma vez, me deixando super à vontade com a situação que achei engraçada pelas vezes que ele dizia: Não está bom, vamos gravar novamente. Pode ter sido algo simples mas, Hugo Rodrigues, ensinou uma daquelas lições que a gente leva para a vida: buscar o melhor não se aplica apenas ao profissional, mas em todos os detalhes da sua vida, e sempre há espaço para doar um pouquinho de si para alguém que precisa. Não pense que isso não é percebido, pois é sim.

Além disso, deixou uma mensagem super motivadora, especialmente, para os universitário aqui do UP chamando-os para a publicidade não, apenas, com a finalidade da venda, mas para fazer um mundo melhor. Como não admirar esse profissional?



Por: Juliana Hermes
Estudante de Publicidade e Propaganda, redatora, gestora de mídias sociais, embaixadora do Clube de Criação, criativa, interessada por Relações Públicas e Marketing Digital. Alguém que busca seguir seus sonhos, sem medir as dificuldades. Tem uma frase que rege a sua vida "Seja a mudança que você quer ver no mundo." - Mahatma Gandhi

 

Hugo Rodrigues dá lição no festival do Clube de Criação

Read More

Copyright © 2014 Universitário Publicitário | Designed With By Blogger Templates
Scroll To Top